sexta-feira, 6 de agosto de 2010

DANÇA EM SAMPA

Entrei no google pra encontrar apresentações de repertórios classicos. Não encontrei...ainda.

Mas encontrei mostras de dança que me pareceram interessantes,principalmente os preços, rsrs.


XXIX Encontro Nacional de Dança

Esta edição do Encontro reúne 100 coreografias, aproximadamente, em várias modalidades, distribuídas nos cinco espetáculos (cerca de 20 por sessão). Os grupos - oriundos de diversas cidades paulistas - fazem apresentações curtas com até 5 minutos de duração. A mostra se caracteriza pelo dinamismo no palco, pela variada formação dos grupos e pela diversidade de estilos: são espetáculos de balé clássico, moderno e contemporâneo, dança folclórica e de salão, sapateado, jazz e hip hop. O ENDA conta com um corpo de jurados - personalidades do mundo da dança - que avalia o desempenho dos grupos e escolhe os que mais se destacam. São eles: Sara Debenedetti (coreógrafa; Milão, Itália), Sylvio Lemgruber (coreógrafo da Rede Globo), Geralda Bezerra de Araújo (assessora de dança do Ballet Stagium) e Norma Masella (ex-primeira bailarina e ex-diretora do Theatro Municipal de São Paulo).
Estréia hoje
Até 8 de Agosto, sexta, às 20h; sábado e domingo às 15h30 e às 20h (no auditório)
Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Metrô Barra Funda (Barra Funda)
Tel: (11) 3823-4600
Ingressos: R$20,00 e meia-entrada
Duração: 2h30. Recomendação: 5 anos


Ikiru
Nesta performance improvisacional, Tadashi Endo responde às suas questões criativas unindo de maneira muito particular referências do Butoh-MA e da Dança Teatro, celebra a brevidade da vida e homenagea seus mestres mortos. A performance foi apresentada parcialmente em Berlim e Barcelona, em 2009.
Criação e interpretação: Tadashi Endo.
Dia 7 de Agosto (sábado)às 20h (no Teatro)
SESC Ipiranga
Rua Bom Pastor 822 (Ipiranga)
Tel: (11) 3340-2000 215-8418
Ingressos: de R$ 3,00 a R$ 12,00


Cuadra Flamenca

No repertório, ritmos flamencos como: Seguiriya, Alegrias, Jaleos, sevilhanas entre outros. A trilha sonora do show conta com os músicos Conrado Gmeiner, Luciano Kahtib, a cantora Elsa Maya e o violonista convidado Davi Caldeira.
Dia 8 de Agosto (domingo)às 20h30
Café Piu Piu
Rua 13 de Maio, 134 (Bela Vista)
Tel: (11) 3258-8066
Ingressos: R$ 18,00

Baila Comigo!

Com música ao vivo, grupo apresenta os ritmos da típica dança de salão.
Até 30 de Agosto, Quartas, às 21h
Café Paon (200 lugares)
Av. Pavão, 950 (Moema)
Tel: (11) 5531-5633
Ingressos: R$ 25,00

Balé da Cidade de São Paulo

Ampliando o modo de trabalho da companhia, que tradicionalmente produz espetáculos de coreógrafos convidados que a alimentam com informações e linguagens diversas, este primeiro laboratório de criação inaugura a proposta de desenvolver trabalhos artísticos com uma linguagem própria do Balé da Cidade de São Paulo, uma identidade moldada pelo talento de seu elenco. A cada ano, buscam-se novas questões, novas resoluções, novos modos de expressão. Em "Crônicas do Tempo", o grupo se debruça sobre uma única ideia poética: a passagem e a potência do tempo em nossas vidas. O início, a maturidade, a finitude, o vigor da juventude, a espera.... Cada um a sua maneira, os bailarinos buscaram um diálogo com seus pares, deixando emergir suas singularidades para criar, assim, uma identidade comum.
Direção geral: Lara Pinheiro. Bailarinos: Anderson Ribeiro, Camila Ribeiro, Carolina Franco, Cleber Fantinatti, Fabiana Nunes, Fernanda Bueno, Gleidson Vigne, Igor Vieira, Jaruam Miguez, Jefferson Damasceno, Kênia Genaro, Laura Ávila, Liliane de Grammont, Luciane Fontanella, Marisa Bucoff, Paula Zonzini, Roberta Botta, Willy Helm e Woody Santana.
Até 8 de Agosto, quinta, sexta e sábado, às 21h; domingo, às 20h
Centro Cultural São Paulo - Espaço Cênico Ademar Guerra
Rua Vergueiro, 1000 (Paraíso)
Tel: (11) 3277- 3611
Ingressos: Grátis
Duração: 40 minutos. Recomendação: 12 anos


EI! Encontro de Improvisação - Coletivos

é um projeto de improvisação interdisciplinar com participação livre. As sessões serão conduzidas por um coletivo de artistas que irão compartilhar suas ferramentas e propor dinâmicas em dança, música, circo, teatro e outras artes. Em agosto, a proposta que o Coletivo Urubus traz é a realização de quatro performances rituais que têm como mote mítico criar diálogos humanos com os quatro elementos: fogo, água, terra e ar. A ideia é propor uma experiência sinestésica, simbólica e artística na qual artistas e público deverão percorrer uma "narrativa", ou tempo mítico, composto de plataformas que darão acesso a esses diálogos. O projeto propõe a elaboração de propostas específicas para o público e os espaços do CCSP, criando desafios que se renovam a cada encontro e possibilitando trocas e experimentações artísticas. O EI! 2010 será documentado pela curadoria interdisciplinar para o acervo e pesquisa. Nesta proposta a pontualidade dos participantes é essencial para o funcionamento do jogo cênico.
Com o Coletivos Urubus.
Até 25 de Agosto, quartas, às 18h
Centro Cultural São Paulo - Sala Adoniran Barbosa (631 lugares)
Rua Vergueiro, 1000 (Paraíso)
Tel: (11) 3277- 3611
Ingressos: Grátis
Duração: 90 minutos. Recomendação: livre

Panorama SESI Dança - 10ª Edição

Reconhecido por constituir-se num dos mais longevos festivais do gênero e por renovar-se a cada ano sem perder sua identidade, a proposta de curadoria para esta 10ª edição inova mais uma vez, ao ajustar o foco no percurso de criação. Para tanto, foi pensada por Christine Greiner, professora do Departamento de Linguagens do Corpo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP, de forma compartilhada com os próprios criadores e a produtora Gabi Gonçalves. Foram escolhidos artistas - Lia Rodrigues, Marcela Levi, Denise Stutz, Marcelo Evelin e o Núcleo do Dirceu de Teresina, Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira, Eduardo Fukushima, Vera Sala, Alejandro Ahmed (Cena 11) e Cláudia Muller - que têm demonstrado um percurso inquieto de pesquisa. E o critério de seleção dos trabalhos não se restringiu apenas a estreias, últimas montagens ou apresentação de repertórios. Ao contrário, concentrou-se nas experiências em que a pesquisa de cada um construiu enquanto chave importante para a obra como um todo. Por isso a importância da participação dos próprios artistas nas escolhas.
Curadora: Christine Greiner. Artistas: Lia Rodrigues, Marcela Levi, Denise Stutz, Marcelo Evelin e o Núcleo do Dirceu de Teresina, Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira, Eduardo Fukushima, Vera Sala, Alejandro Ahmed (Cena 11) e Cláudia Müller.
Até 15 de Agosto, terça a sábado, às 20h (a partir); domingo (primeiro) às 19h; domingo (15/08), às 18h e às 20h
Teatro Popular do SESI (456 lugares)
Avenida Paulista, 1313 - Metrô Trianon-Masp (Cerqueira César)
Tel: (11) 3333-7511
Ingressos: Grátis
(A distribuição dos ingressos tem início a partir da abertura da bilheteria no mesmo dia do evento - de terça-feira a sábado, das 12h às 20h30; e domingo, das 12h às 19h30 horas. Serão entregues dois ingressos por pessoa)


Violetas Murchas ou Qualquer Coisa que a Senhora Quiser

“Violetas Murchas ou Qualquer Coisa Que A Senhora Quiser” é um espetáculo cênico que integra as linguagens da dança, do teatro e das artes visuais, inspirado na escritora Virginia Woolf. O espetáculo “propõe um diálogo sobre a necessidade permanente de adequação. Por meio de diferentes densidades e texturas, o trabalho convida o espectador a refletir sobre a condição, sempre transitória, do mundo e das coisas”, diz a diretora Sônia Lopes Soares sobre o trabalho.
Concepção, direção e coreografia: Sônia Lopes Soares. Interpretes criadores: Guilherme Jorge, Luciana Paes, Sônia Lopes Soares e Tatiana Guimarães.
Até 5 de Setembro, sextas e sábados às 21h; domingos às 17h e às 20h (na Sala Piscina)
VIGA Espaço Cênico (74 lugares)
Rua Capote Valente, 1323 (Pinheiros)
Tel: (11) 3801-1843
Ingressos: R$ 5,00

Aquilo De Que Somos Feitos

Levantar ou tirar aquilo que cobria; pôr a vista; encontrar; descobrir; achar; encontrar pela primeira vez; manifestar; revelar; descobrir segredos; inventar; notar; dar a conhecer; tornar-se claro; aparecer à vista; tirar o chapéu; revelar sua identidade; mostrar-se; aparecer; dar a conhecer-se.
Com: Lia Rodrigues Companhia de Dança. Direção e Criação: Lia Rodrigues. Interpretação: Amália Lima, Allyson Amaral, Ana Paula Kamozaki, Leonardo Nunes, Thais Galliac, Calixto Neto, Carolina Campos, Volmir Cordeiro, Lidia Laranjeira, Priscila Maia, Clarissa Rego, Gabriele Nascimento, Jeane de Lima e Luana Bezerra.
Estréia dia 11 de Agosto (quarta)
Até 12 de Agosto, quarta e quinta, às 21h (no teatro)
SESC Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 245 (Consolação)
Tel: (11) 3234-3000
Ingressos: De R$2,50 a R$10,00
Recomendação: 16 anos


Diários de Viagem

Em "Diários de Viagem", o Núcleo Omstrab mistura ficção e realidade numa alegoria musical contemporânea. As imagens do espetáculo percorrem situações vividas pelo Núcleo nesses 14 anos de viagens pelo Brasil e por países de três continentes. Falar das impressões dessas viagens é falar das similaridades e das diferenças culturais experienciadas, traduzidas em cenas onde princípios de geografia física e geometria espacial são aplicados às estruturações das seqüências coreográficas e partituras musicais. Figuras geométricas mapeando o espaço, um astrolábio indicando os caminhos num processo constante de interferência mútua, memórias e experiências projetadas no espaço cênico, seguem a linha de pesquisa de integração de linguagens de Dança Contemporânea, Música ao vivo e Teatro.
Coreografia e Músicas Originais: Fernando Lee. Artistas: Alex Martins, Edson de Lima, Fabiana Granusso, Fernando Lee, Marcio Greyk, Pedro Peu, Silvana de Jesus, Suzana Bayona, Rogê e Vagner Cruz.
Estréia dia 12 de Agosto (quinta)
Até 15 de Agosto, quinta a sábado às 20h; domingo às 19h.
Galeria Olido - Sala Paissandú (139 lugares)
Av. São João, 473 (Centro)
Tel: (11) 3331- 8399
Ingressos: Grátis

Grupo Corpo

Serão apresentados os programas: "Imã" e "Lecuona". Lecuona, de 2004, foi o espetáculo mais votado pelo público e vai compor, junto com imã, de 2009, em comemoração aos 35 anos da companhia. "Energia é sinônimo de Grupo Corpo, a incansável e admirável companhia brasileira, composta de bailarinos excepcionais". - Anna Kisselgoff - The New York Times
Direção Artística: Paulo Pederneiras.
Estréia dia 11 de Agosto (quarta)
Até 15 de Agosto, quarta, quinta e sábado, às 21h; sexta, às 21h30, domingo, às 18h
Teatro Alfa
Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 (Santo Amaro)
Tel: (11) 5693-4000
Bilheteria: 5693-4000 e 0300 789-3377, diariamente das 11 às 19h. Em dias de espetáculos até seu início.
Ingressos: De R$40,00 a R$90,00


Conceição

"Conceição: nome de mulher, nome de santa, nome de morro. Nome de criação: concepção, e nasce a vida, nasce o som, nasce a dança... Conceição, nome de fé". Deste "nome-mote" surge o mais recente espetáculo do Grupo Experimental, Conceição, resultado de um processo profundo de pesquisa na festa do Morro da Conceição que trouxe à tona a intrigante questão: o que move as pessoas que participam daquela celebração? Um questionamento matriz que se multiplica em várias outras perguntas. "No que vês, no que tocas, no que sentes? Naquilo em que acreditas, talvez? O que é o seu chão? O que é a sua fé?" São imagens fortes, chocantes: pessoas que "nadam o morro"; caminham de costas; joelhos que se arrastam pelas ladeiras até sangrar... Porém a dramaturgia de Conceição surge mais do sentimento e das sensações que movem estas pessoas e ressoam nos seus corpos do que em qualquer imagem icónica que caracterize a famosa festa recifense. Sempre ambientado no universo urbano e, mais especificamente, na cultura da cidade do Recife, o Grupo Experimental mergulhou, dessa vez, nas crenças e no comportamento do seu povo. A proposta não é narrar a história da santa ou da festividade; e sim investigar a intersecção entre o sonoro, o gestual, os sentimentos, o visual e o simbolismo presentes na festa do Morro da Conceição.
Direção, coreografia e concepção: Mônica Lira. Coreografia (Conceição): Mônica Lira. Bailarinos: Everton Gomes; Helijane Rocha; Jennyfer Caldas; Januária Finizola; Mônica Lira; Rafaella Trindade; Ramon Milanez e Sílvio Barreto.
Estréia dia 13 de Agosto (sexta)
Até 14 de Agosto, Sexta e sábado, às 21h (no Teatro)
SESC Santana
Av. Luiz Dumont Vilares, 579 (Santana)
Tel: (11) 6971-8700
Ingressos: de R$ 2,00 a R$ 8,00

Devoração

Um olhar suspenso no tempo/espaço busca dois campos visuais contrapostos: de um lado a necessidade de comunicação projetada para o futuro, e de outro o movimento rastreado que se deixa ao caminhar para frente. O retrovisor é uma metáfora dessa potência no homem. No limiar entre o primitivo e o contemporâneo reside nosso cotidiano, que revela nossa fragilidade. A permissão ao ritual, a pré-fala, o gesto sonoro e a relação entre controle e descontrole no movimento são questões que nos moveram nessa "Devoração".
Com a Cia. Oito Nova Dança
Estréia dia 13 de Agosto (sexta)
Até 29 de Agosto, sextas, às 21h; sábados, às 20h e domingos, às 18h
Teatro de Dança (278 lugares)
Av. Ipiranga, 344 (Centro)
Tel: (11) Bilheteria: 2189-2555
Informações: 2189-2557
Ar-condicionado. Acessibilidade para pessoas com necessidades especiais, C.C. Visa e Visa-Eletron. Estacionamento com manobrista.
Ingressos: R$4,00 e meia-entrada
Recomendação: livre


Buenos Aires Social Club

Os mais expressivos nomes da música argentina estarão no Brasil neste espetáculo, que reunirá artistas dos três maiores musicais portenhos - Tango Argentino, Café de los Maestros e Uma Noite em Buenos Aires. No elenco: Os cantores Maria Graña, considerada a mais importante voz feminina do tango; Jose Angel Trelles, intérprete preferido de Astor Piazolla, com quem cantou durante muitos anos; Alberto Bianco, maior intérprete de Mariano Mores; e Marisol, a maior revelação feminina do tango na última década. Os maestros, compositores e intérpretes Carlos Buono, Prêmio SADAIC Bandoneon de Ouro, e Atilio Stampone, pianista da orquestra de Astor Piazolla; com a participação das cordas da Orquestra Sinfônica Villa Lobos. Os bailarinos do Ballet Mi Buenos Aires Querido. Convidado especial: Juan Carlos Copes, o maior bailarino do Tango de todos os tempos e vencedor do American Choreography Award pelo filme Tango, de Carlos Saura, acompanhado por Johana Copes. Com direção artística de Carlos Buono, produção e direção geral de Manoel Poladian, Buenos Aires Social Club comemora os 35 anos desta inesquecível viagem musical pela cultura argentina.
Estréia dia 21 de Agosto (sábado)
Até 22 de Agosto, sábado às 20h e domingo às 18h (no grande auditório)
Pavilhão de Exposições do Anhembi
Avenida Olavo Fontoura, 1.209 (Santana)
Tel: (11) 2846-6000
Ingressos: De R$100,00 a R$180,00

Encarnado

A palavra encarnado contém sentidos diversos: bíblico, político, folclórico, lingüístico. Da Bíblia, no Antigo Testamento, é conhecida a sentença: “E o verbo se fez carne e habitou entre nós”. É conhecida também a simbologia política do encarnado ou do vermelho. Nas festas populares do interior do Brasil há disputas tradicionais e acirradas entre os partidos azul e encarnado. Encarnado vem do ato de encarnar, de tornar alguma coisa semelhante, na cor ou no aspecto, à carne. E ainda se diz também que encarnado é o ato pelo qual os seres a quem se atribui divindade se materializam. Encarnado é a cor do fogo, das rosas, da papoula e da fruta amadurecida. Encarnado é a cor do sangue.
Com Lia Rodrigues Companhia de Dança. Direção e Criação: Lia Rodrigues. Dramaturgia: Silvia Soter. Interpretação: Amália Lima, Allyson Amaral, Ana Paula Kamozaki, Leonardo Nunes, Thais Galliac, Calixto Neto, Lidia Laranjeira, Carolina Campos, Volmir Cordeiro, Priscila Maia e Clarissa Rego.
Estréia dia 18 de Agosto (quarta)
Até 19 de Agosto, quarta e quinta, às 21h
SESC Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 245 (Consolação)
Tel: (11) 3234-3000
Ingressos: De R$2,50 a R$10,00
Recomendação: 16 anos

Jam de Dança de Rua

Nas pick-ups, DJ Niko. O encontro reúne diversos grupos que ensaiam no CCJ, e é dirigido a praticantes ou admiradores da dança de rua.
Dia 28 de Agosto (sábado)Das 14h30 às 17h
Centro Cultural da Juventude
Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 (Vila Nova Cachoeirinha)
Tel: (11) 3984-2466
Ingressos: Grátis

LinhaGens
O trabalho questiona a dança como idéia instaurada no corpo, como movimento-informação que se adapta, varia, mantém, replica e evolui. Em cena, mãe e filha destrincham as historicidades de seus corpos na dança, colapsando passado e presente, como emergências de tempos multidirecionais, não causais, não factuais. Um jogo entre heranças e linhagens que o corpo pode carregar, modificar, variar.
Com o Grupo Pró-Posição. Direção: Janice Vieira e Andréia Nhur.
Estréia dia 26 de Agosto (quinta)
Até 29 de Agosto, quinta a sábado às 20h; domingo às 19h.
Galeria Olido - Sala Paissandú (139 lugares)
Av. São João, 473 (Centro)
Tel: (11) 3331- 8399
Ingressos: Grátis

Tem muito mais de onde veio isso: http://www.sampaonline.com.br/cultura/danca.php

Aceito mais sugestões.

Beijos

5 comentários:

  1. Muito bom Blog! Voltarei com mais calma para absorver mais - cheguei aqui via um blog que escrevia sobre "O momento de decisao" - e parei lá para dar umas dicas por achar que a "visao" sobre o filme estava um pouco "superficial"...
    Escrevo sobre várias formas de arte - mas voce encontrará muitas matérias sobre o ballet, danca em geral... meu blog nao é só frequentado por muitos bailarinos profissionais como eu também fui um... há muito tempo! Passe por lá!

    ResponderExcluir
  2. SAUDADES TUA...PESSOA OCUPADA!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito boas as dicas está de parabéms! espero sua visita no meu blog http://eutambmdanoballet.blogspot.com bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi! Eu to mega-sumida sim eu sei, tô trabalhando muito nessa fase...mas eu volto, juro! Beijos e fica bem!!!

    ResponderExcluir

Sejam sinceros ;)