quarta-feira, 29 de junho de 2011

OBJETIVOS

Começo meu post com duas frases que gosto muito.

“Os dias prósperos não vêm por acaso; nascem de muita fadiga e persistência”.

Henry Ford

O sucesso ou o fracasso de
qualquer estudo depende,
basicamente, de sua iniciação”.

Enrico Cecchetti



Meu objetivo

Ao ler o post da Cássia http://dospassosdabailarina.wordpress.com/ “Os 32 anos da bailarina” tive a idéia de postar sobre o meu presente. Será um grande desafio, pois parei por anos e retornei a pouco mais de 4 anos.

Não sei se escrevi aqui que eu leciono somente até o 4º ano ou 1º ano de pontas. Não estava conformada com a situação, mas estava fazendo “exercícios mentais” para me conformar. Afinal de contas aos 46 anos certas coisas não mudarão e outras tantas mudarão muito.

Precisei comunicar minhas meninas, que o ano que vem elas terão aulas com outra professora.

Então no dia seguinte surgiu esta conversa:

_Professora, pq vc não vai nos dar o 5º ano?

_ Porque eu parei por muito tempo, e sempre digo que o Ballte é cruel qto a isso. Então não estou apta para dar aulas para vocês ano que vem. E porque sempre escolho o melhor para vocês, e o melhor é a Tia Mônica.

_ E quando é que você estará apta?

_ Não sei, pode demorar um pouco.

_ Não faz mal,disse uma delas, a gente te espera.

_ Como assim???????

_ A gente vai ficando neste grau até vc poder dar aulas pra gente, ué.

Não tive palavras no momento, e confesso que fiquei sem graça e surpresa diante de tamanha demonstração de amor e inocência.

Contei para a minha professora e dona da escola onde trabalho a conversa que tive com as meninas. Então ela me disse.

_ Suas meninas não estão prontas para a mudança de professores. Eu vou preparar você para dar aulas no ano que vem para elas.

Portanto este será meu desafio, meu objetivo. Já estádecidio. Darei aulas para o 5º ano, não é maravilhoso gente?

Estou cheia de expectativas, pois preciso aprender a executar, razoavelmente, para depois ensinar certos passos. Passos esses muito dificies para mim como por exemplo: piruetas fouettés, flic-flac, brisé (aff!), todos os battus, etc etc.

Mas estou determinada e dificuldades vão existir, mas o que seria de nosso ego sem as dificuldades? Seriamos monstros, não é?


Texto: Heydi Milhose
Foto: Heydi Milhose

7 comentários:

  1. Heydi, desejo sorte e sucesso pra você nesse novo desafio! =)

    Beijos

    www.bailarinadecorpoealma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oiie,
    tinhas me pedido a respeito do poema do meu blog (http://keyla-gfp.blogspot.com) e eu amei receber essa notícia! o poema é de minha autoria sim e pode postar.. agradeço por pedir, pois sou contra o plágio também..

    beijos, SUCESSO!!

    ResponderExcluir
  3. Sabe o que eu acho? Para um professor, o mais importante não é ele próprio fazer com perfeição, mas saber exatamente como o movimento deve ser feito com perfeição. Sempre penso em treinadores de vôlei e futebol: eles sabem como deve ser feito. E é isso que faz a diferença. Fique tranquila, esse objetivo você tirará de letra. ;)

    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  4. Bem não vou lhe desejar sorte pois eu acredito que só quem não se esforça é que precisa de sorte!
    Então lhe desejo boas aulas, um bom aprendizado, e que você esteja apta a ensinar suas alunas no ano que vem!

    ResponderExcluir
  5. Oi Heydi! Quanto àquele post, o nome da autora está na página do link que postei no rodapé, bem como o texto original. Quem traduziu e adaptou fui eu. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. escrevendo com os pés3 de julho de 2011 08:40

    Obrigada Priska, adorei o conceito aobre sorte.

    Precisa criar um blog pra podermos falar mais vezes, beijos

    ResponderExcluir
  7. Heydi, estou passando pela mesma situação, só posso lecionar até Pré-ballet. E por isso voltei a fazer aulas e espero colocar as minhas pontas até o fim deste ano. Mas a experiência nos faz ter mais paciência. E não há nada mais melhor para o aprendizado do que a paciência.
    Parabéns!

    ResponderExcluir

Sejam sinceros ;)